Diversidade Edição 61

Meritor alavanca diversidade e assina princípios da ONU Mulheres

Conteúdo apresentado por MERITOR

Companhia trabalha para garantir equidade de oportunidades e fomentar compromisso na cadeia automotiva
Branded Content

Sem tempo para ler? Que tal OUVIR esse texto? Clique no play!

A diversidade tem ganhado cada vez mais espaço dentro da Meritor por meio da criação de projetos, comitê e ações com os colaboradores. No último mês, a empresa deu mais um passo ao aderir aos WEPs (Princípios de Empoderamento da Mulher) da ONU Mulheres. A assinatura aconteceu durante o III Fórum AB Diversidade no Setor Automotivo.

De acordo com a diretora de Recursos Humanos e da área jurídica da Meritor do Brasil, Nathalia Molina, “a adesão aos WEPs representa a formalização de um trabalho que já vem sendo realizado internamente e que tem total adequação aos princípios da ONU Mulheres”. Ela prossegue:

“A Meritor Brasil foi a primeira subsidiária global da empresa a fazer a assinatura. Isso mostra o nosso compromisso em engajar e suportar o tema diversidade dentro das unidades de negócio, alinhados com o business e a alta liderança”, Nathalia Molina.

Um dos programas desenvolvidos pela companhia Brasil para promover a equidade de oportunidades é a mentoria para desenvolvimento profissional das mulheres. A iniciativa tem o objetivo de reduzir a diferença entre os gêneros em cargos de liderança e fomentar a participação feminina nestas posições.

Atualmente, a Meritor conta com 16% de mulheres em cargos de coordenadoras, supervisoras, gerentes ou diretoras. O objetivo local é aumentar essa participação para 22%, de acordo com a diretora de RH. “Com a mentoria, oferecemos a oportunidade para que aquelas que almejem subir na carreira encontrem suporte na empresa para isso”, afirma.

Nathália foi a primeira mulher a assumir um cargo de diretoria dentro da empresa no Brasil, há pouco mais de dois anos, e observou evoluções importantes desde então. “Hoje percebo o tema da equidade de gênero como algo relevante por toda a organização.”

COMO A MERITOR PRATICA OS PRINCÍPIOS DE EMPODERAMENTO DA MULHER

Os sete princípios da ONU Mulheres têm como objetivo orientar empresas no caminho para alcançar a igualdade de gênero por meio do empoderamento feminino. São sete pilares que, segundo a ONU Mulheres, devem ser seguidos para reforçar o compromisso da iniciativa privada com a construção de uma sociedade mais justa.

Dentro da Meritor, diversas ações são realizadas nesse sentido. Veja como a companhia trabalha cada um dos sete princípios:

  1. Estabelecer liderança corporativa sensível à igualdade de gênero, no mais alto nível:
    Adalberto Momi, diretor-geral da Meritor no Brasil, defende o compromisso da companhia com a promoção da equidade entre os gêneros e assinou os WEPs.
  2. Tratar todas as mulheres e homens de forma justa no trabalho, respeitando e apoiando os direitos humanos e a não discriminação:
    A empresa avaliou a situação interna da equidade de oportunidades; realiza recrutamento e seleção focando no público feminino; trabalha para coibir qualquer forma de assédio internamente; promove oportunidades iguais para ambos os gêneros; desenvolve o programa de mentoria feminina; promove capacitação sobre vieses inconscientes.
  3. Garantir a saúde, segurança e bem-estar de todos:
    A organização promove a semana de prevenção a acidentes e meio ambiente; realiza campanhas de promoção a saúde mental e física dos colaboradores; campanhas de proteção a Covid-19.
  4. Promover a educação, a formação e o conhecimento profissional das mulheres:
    Realização de mentoria feminina; educação da área de Recursos Humanos; políticas e incentivos.
  5. Apoiar empreendedorismo de mulheres e promover políticas de empoderamento das mulheres através das cadeias de suprimentos e marketing:
    A companhia vai mapear a cadeia de fornecedores de forma a incentivar a cultura da diversidade entre eles.
  6. Promover a igualdade de gênero através de iniciativas voltadas à comunidade e ao ativismo social:
    A empresa promove o engajamento social a partir de apoio oferecido a instituições.
  7. Medir, documentar e publicar os progressos da empresa na promoção da igualdade de gênero:
    O indicador de equidade de gênero é uma das ferramentas da Meritor para acompanhar a evolução, com metas claras de aumento da participação feminina.

DIVERSIDADE AJUDA A SUPERAR DESAFIOS DA PANDEMIA

Na contramão de muitas empresas do setor automotivo, durante a pandemia a diversidade ganhou espaço na Meritor, avalia a diretora de RH.  Segundo ela, nesse período a organização adaptou a comunicação com os colaboradores “com o objetivo de  mostrar a importância e difundir a cultura de diversidade de forma mais estruturada”.

Neste ano, a empresa criou o Comitê de Diversidade para abordar com ações e projetos os diversos pilares do tema: gênero, raça, PcD, gerações e LGBT+.

“Entendemos que temos que ser uma representação da sociedade, do que a gente vê do lado de fora dos nossos portões”, afirma Nathalia.

A diretora considera que o fortalecimento da diversidade dentro da empresa foi importante para enfrentar os desafios durante a pandemia. Assim como muitas empresas, a Meritor adotou o home office pela primeira vez, como forma de atender a demanda dos colaboradores com mais de 60 anos e das mulheres, as mais afetadas pela pandemia.

“Conseguimos atravessar o período mais crítico da pandemia porque temos colaboradores 100% comprometidos e identificados com a nossa marca. A diversidade ajuda a reforçar e ampliar este vínculo”, resume.

Você também pode gostar